Tarantino produza um remake disto!

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Update de 2014: Nossa, como me vejo infantil em algumas "antigas" postagens. Coisa boa mudar!
------------------------------------------------------------------------------------------------
Faster, Pussycat kill! kill! this is fuck 60's Yeah!!!!



Que mania feia a minha de tratar de vários assuntos no mesmo tópico. As pessoas não tem a obrigação de entender essa minha cabeça louca... Mas please!

1º O Tarantino deveria refilmar isso urgentemente!

2º Se refilmar vai ter um trabalho imenso em encontrar mulheres como estas (principalmente se focarmos a atenção em Tura Satana!).

3º Tura merece uma simplória homenagem. NOW!


Vocês sabem quem é Tura Satana?
Hokkaido, Japão 1938. Num cenário desgastado pela Segunda Guerra Mundial nascia Tura Luna Pascual Yamaguchi, filha de um ator japonês e de uma artista circense. As consequências da guerra fizeram com que a família Yamaguchi fugisse  para os Estados Unidos onde conseguiriam abrigo em Long pine (campo de internamento) na Califórnia.
 Após o término da guerra mudaram-se para Chicago, onde começariam uma nova vida. Entretanto as coisas não foram fáceis  para Tura, principalmente por preconceito racial e um  problema hormonal, que fez com que menina já tivesse seios desenvolvidos aos 9 anos. Perseguições e assédios na escola eram constantes.
Certo dia Tura foi atacada por 5 homens no caminho de casa. O fato dos acusados terem saído impunes  (por racismo e preconceito do juiz) e do trauma do estupro fez com que a moça mudasse sua vida completa e radicalmente. Tura prometeu que jamais, ela ou outra mulher, sofreria outra vez de abusos. E se dedicou as artes marciais passando os próximos 15 anos estudando.
Tura, a carreira de dançarina
 burlesca.
A fase pré adolescente da moça foi conturbada. Casamento arranjado aos 13 anos, que não durou muito. Escola reformatória. Formação de gangue (Sim, ela formou uma gangue que massacrava qualquer garoto que mexesse com uma menina). Fuga de casa. Tentar virar cantora de Blues em Los Angeles. Posar nua como modelo. Enganar Harold Lloyd sobre sua maior idade e assim fazer um filme onde apareceria nua... Tudo isso fez parte da trajetória da  moça até a volta para a casa dos pais em Chicago.
Lá ela começou a trabalhar como dançarina. Tura chamava a atenção por sua incrível beleza exótica. Por destacar-se, no mesmo clube lhe ofereceram a chance de se tornar Stripper. Com isso a moça ficou  tão famosa que mesmo grávida, aos 19 anos, fazia viagens para apresentações como dançarina burlesca.




Cinema.
Tendo anteriormente conhecido Harold Lloyd e feito sucesso como dançarina, Tura recebeu a chance de estrear no cinema. Ela começou a fazer pontas em filmes e seriados como Os Agentes da UNCLE e Irmã La Douce.
Tura em Astro Zombie.
Em 1965, conheceu o tarado diretor Russ Meyer que a escalou para o papel que mudaria a carreira da moça para sempre. Tura encarnou Varla, protagonista do cult Faster, Pussycat! Kill! Kill!
 A atriz foi responsável pelo visual das personagens (inspiração para muitas outras heroínas  inclusive de hoje), pelas coreografias de luta e alguns dos diálogos. O próprio Meyer lamentou o fato de não ter trabalhado em outras produções com Tura.

Com esta grande alavancada na carreira, Tura Luna Pascual Yamaguchi mudou de nome e passou a se chamar somente Tura Satana.


A primeira heroína
 do cinema!
 Depois de dar vida a heroína Varla, Tura trabalhou com  Ted V Mikels nos filmes The Astro-Zombie (1968) e The Doll Squad (1974).

Negar um pedido de casamento de Elvis Presley (mas ficar como  anel rsrsr), levar um tiro de  um ex-amante. Trabalhar por 4 anos como  enfermeira e ser distribuidora no Departamento de Policia de Los Angeles, fizeram parte da história da incrível Tura!
Em 1981, casou com o policial aposentado Endel Jurman, e  foi  vítima de um acidente de carro tendo que passar os próximos dois anos fazendo cirurgias. Tentou novamente o cinema, mas sem o mesmo sucesso de outrora.  Em 2000 ficou viúva e passou a morar com as duas filhas e o amigo Ted V Mikels. Em 4 de Fevereiro deste ano, Tura Satana faleceu de insuficiência cardíaca aos 72 anos de idade.


Tura foi uma mulher para ser lembrada. A primeira heroína do cinema!
O Tarantino não fez promessa, mas já  comentou sobre um possível remake de Faster, Pussycat Kill! Kill! Mais que merecido né? Eu sei que misturo as coisas, mas neste caso é impossível não ligar a heroína Varla à Tura Satana!
O trio de garotas, do mesmo, foram homenageadas no  filme Death Proof pelo Tarantela!

5 comentários:

Social \\ disse...

Tudo bem que eu n so muito cult, curto ate... mas gosto das coisas do Tarantino
Só que eu nunca vi essa muler na vida! :r putz com uma historia destas merece ser lembrada.
teu blog ta show ariana.

Social \\ disse...

Tem que criar blog?

Ariana L. Prestes \\ disse...

@Social Que bom que gostou dos posts =P
Obrigada pelos elogios... Mas como assim criar blog?

P. Varguinhas \\ disse...

cara muito foda, n conhecia tb

Ariana L. Prestes \\ disse...

@ P. Varguinhas u.u, as pessoas estão sendo esquecidas.

Postar um comentário

Nenhum comentário que contenha fundo preconceituoso será aceito!

Tente, de preferência, não comentar no anonimato :D

Obrigada pela sua opinião =)

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t